Rua Safira, 205 - Arujá-SP (11) 4651-4008

Estações de Tratamento de Efluentes Contínuas

As Estaçoes de Tratamento Contínuas, são excelentes para efluentes cuja composição nao sofra variações significativas e que tenham volumes acima de 2.000 litros por hora.

Outrossim, recomendamos este equipamento para no maximo até 5.000 litros de efliuente por hora. Acima deste volume, por questoes de espaço, custo e praticidade, recomendamos o uso de flotadores por ar dissolvido.

Ao contrario das ETB’s, onde as etapas se sucedem dentro do mesmo reator, nas ETC’s as etapas ocorrem de forma simultanea, porem em locais seprados dentro do mesmo sistema.

1) Tipos de tratamentos possíveis na estação:

  • Acerto de pH
  • Quebra de Emulsões
  • Precipitação de Metais
  • Coagulação de Tintas
  • Redução de DQO
  • Redução da DBO
  • Oxidação de Sulfetos/Nitritos/Cianetos
  • Redução de Cromo Hexavalente (a oxidação não pode ocorrer de forma concomitante com a redução)
  • Coagulação de Plastificantes
  • Floculação de sólidos em suspensão (Clarificação e descontaminação da água com possibilidade de reaproveitamento industrial)

2) Características da estação:

  • Tratamento contínuo de 1 a 5.000 litros por hora
  • Dosagem por bomba dosadora eletromagnética pulsativa e/ou peristáltica.
  • Controle eletrônico de PH.
  • Misturadores por agitação mecânica (1,5H. P.).
  • Decantação em decantador lamelar (dotado de fundo cônico e raspador de lodo).
  • Construção em polipropileno, incluindo reatores e tubulações.
  • Leito de secagem em Plástico ou Filtro Prensa
  • Tanques de Preparo de Polímero com agitação mecânica
  • Tanques de Preparo de Cal/Barrilha com agitação mecânica
Estações de Tratamento de Efluentes Contínuas
Estações de Tratamento de Efluentes Contínuas